pneu-aro-19

Entenda como o pneu aro 19 da Michelin pode ajudar na manutenção da vida útil do seu carro

A vida útil de um pneu de um carro de passeio, em condições normais de alinhamento, calibragem, suspensão e balanceamento é, em média, de 40.000 KM. Para atingir essa média é necessário fazer rodízio de pneus que consiste em trocar os pneus dianteiros, que sofrem maior desgaste, com os traseiros. Além de alguns outros cuidados.

Além dos cuidados que se destinam aos pneus, outro ponto muito importante que ajuda na manutenção da vida útil do automóvel, bem como na economia de combustível, é a escolha do pneu correto para seu veículo. É imprescindível o uso de pneus de qualidade e com procedência garantida para garantir que seu carro aguente rodar por muitos quilômetros.

Especificamente os automóveis que se utilizam de pneus para aro 19, necessitam de pneus com extrema qualidade para seu veículo, pois isso pode incidir diretamente no desempenho de seus carros, bem como na economia ou alto gasto que por ele pode ser gerado.

Sendo assim, o pneu aro 19 da Michelin se mostra uma excelente opção. Ele é desenvolvido com os mais altos padrões tecnológicos disponíveis no mercado. Em Curitiba, você encontra o pneu aro 19 da Michelin na Ingo Pneus. Uma loja séria, responsável e sempre comprometida na melhor assessoria possível na hora da compra de pneus para seu veículo.

O Pneu aro 19 da Michelin

Com o pneu aro 19 da Michelin é possível vislumbrar as características mais importantes em um único pneu, sendo estas excelência em equilíbrio de performances, durabilidade, segurança e conforto na direção. Este tipo de pneu possui utilização exclusiva e original em veículos com alto desempenho, proporcionando alta durabilidade da banda de rodagem e maior eficiência de combustível.

O pneu Aro 19 possui, além de tudo, um desempenho excelente em piso molhado com a capacidade de se manter sem escorregar em curvas de frenagem rápida.

Como o pneu influi no consumo de combustível?

Um pneu pode ser responsável por até 20% do consumo de combustível devido à resistência ao rolamento. Esta resistência depende de fatores externos ao pneu (velocidade, peso e conservação do veículo, pavimento, temperatura, calibragem semanal) e internos, como estrutura, compostos e desenho da banda de rodagem. Além da atenção com a calibragem, é preciso manter as rodas alinhadas para evitar aumento do consumo de combustível.

A calibragem

Você sabe a cada quantos km é recomendado alinhar, balancear e calibrar os pneus? Os cuidados corretos com os pneus usados fazem com que eles durem mais. Saiba como!

Aconselha-se que os pneus sejam calibrados todas as vezes que se abasteça o veículo, ou a cada 15 dias. A informação sobre a pressão correta a se utilizar pode ser encontrada no manual do fabricante, ou em alguns adesivos que são colocados pelas montadoras em alguns locais específicos do carro, como: na tampa de combustível, na lateral da porta do motorista, entre outros. Rodar com pneus com calibração inferior a estipulada pelo fabricante pode aumentar desgaste e também elevar consumo de combustível do veículo, por isso tenha bastante atenção.

O rodizio de pneus

O modelo mais aplicado de rodízio nos carros com tração dianteira (a maior parte dos veículos no Brasil) é inverter os dianteiros com os traseiros do mesmo lado. Ou seja, dianteiro esquerdo é trocado com traseiro esquerdo. Isso, porém, pode variar conforme a tração do carro e desenho do pneu.

Se carro for de tração traseira, use os pneus traseiros no lugar dos dianteiros respeitando a mesma ordem entre direita e esquerda. Os dianteiros vão para trás de forma cruzada (direito vai para lado esquerdo e vice versa). O rodízio dos pneus consiste em alterar a posição deles entre os eixos dianteiro e traseiro para que a borracha sofra um desgaste regular, aumentando sua vida útil.

Outro momento para fazer rodízio dos pneus é quando ele é levado para a revisão e realização de balanceamento e alinhamento. Isso acontece porque normalmente significa que veículo já rodou os 10 mil km indicados para rodízio ou, então, que veículo apresentou algum problema ou indicação.

A idade do pneu pode influir?

Os pneus não são eternos. Sua vida útil é extremamente variável e depende de uma série de variáveis que podem ter origem nas mais diversas áreas de funcionamento do seu veiculo. Por isso, é de extrema importância se atentar não somente a sua idade, mas também – e principalmente – com o seu desgaste para saber a hora correta de trocar.

Para saber a “idade” dos pneus instalados no seu veículo, verifique a data de fabricação que normalmente está marcada na lateral do pneu ao final da identificação DOT. Como exemplo um pneu com marcação 2506 significa que foi fabricado na 25ª semana de 2006.

Pneu Michelin aro 19 em Curitiba

A Ingo pneus atende o mercado de Curitiba a mais de 20 anos. Somos a revendedora autorizada em Curitiba da Michelin. Vendemos Pneus para motos e caminhonetes também. Para mais informações, ligue: (41) 3015-9080 / (41) 3029-4017 ou acesse nosso site: www.ingopneus.com.br